quarta-feira, 14 de abril de 2010

Extinção é para sempre











Extinção é para sempre – Campanha contra o Tráfico de Animais Silvestres

Muitas pessoas gostariam de ter um animal silvestre em casa. No entanto, é bom saber o quanto esta "inocente " intenção pode ser ruim.

O comércio e a posse de animais silvestres brasileiros são ILEGAIS. Mas qual o motivo de existir esta lei? Será que existe algum problema em ter um animal silvestre em casa se ele está sendo bem tratado?
Existe sim! Na verdade existem vários problemas.

Todos os seres cumprem papéis importantes no ambiente em que vivem. Todos, em maior ou menor grau, influenciam o meio e interagem com outros seres. Ao retirar um animal de seu habitat, é como se este tivesse morrido.

Ele não mais se alimentará de outros animais e plantas, nem servirá de alimento a outros animais. Ele não poderá mais polinizar plantas ou dispersar sementes. Suas fezes não irão fertilizar o solo. Ele não irá se reproduzir. Ele não será livre!
Tenha certeza: a Natureza precisa muito mais dele do que você.

Outro grande problema refere-se ao tráfico. Para começar, no momento da captura, muitas fêmeas são abatidas – pois os traficantes estão, em geral, interessados apenas nos filhotes. Muitos destes filhotes acabam morrendo porque se machucam ao serem capturados ou porque são pequenos demais para sobreviverem sem mãe.

Depois da captura, os animais são vendidos a intermediários e transportados até o local onde serão revendidos. As condições a que são submetidos são quase inacreditáveis: os animais são escondidos e sufocados em fundos de malas, caixas e tubos de papelão ou sacos. Antes de chegar ao consumidor final, eles freqüentemente sofrem novos maus tratos que lembram as torturas medievais. Unhas e dentes são arrancados, asas e tendões são cortados. Para que pareçam mansos e dóceis, muitas vezes são drogados com tranqüilizantes. No final, para cada animal vendido, nove outros morreram.

Em sua casa, o "bichinho de estimação" arrancado à força da Natureza poderá vir a ser um problema para você: ele pode se tornar agressivo e transmitir doenças graves. Até hoje pouco se sabe sobre doenças transmitidas por animais silvestres. Tê-los em casa é assumir um risco desnecessário para sua família.
Comprar animais silvestres é ajudar a matá-los.

O tráfico, após o desmatamento, é a maior causa de extinção de espécies. E extinção é para sempre. Na próxima vez em que você encontrar animais silvestres à venda, lembre-se disso. Por tudo isso, pela lei brasileira, o tráfico de animais silvestres é um crime inafiançável.
Um negócio de bilhões

Em todo negócio clandestino, é difícil estabelecer cifras precisas Mas sabe-se que o tráfico internacional de animais silvestres só perde, em faturamento, para o de drogas e de armas. Especialistas dizem que:

* O comércio ilegal de animais silvestres movimenta US$ 10 bilhões por ano em todo o mundo.
* O tráfico de animais é responsável pelo desaparecimento de 12 milhões de espécimes por ano.
* 80% dos animais morrem antes de chegar ao "consumidor final".
* 30% dos animais silvestres comercializados são exportados.
* 95% do comércio de animais silvestres brasileiros é ilegal.

E se você tem um animal silvestre em casa?
Se o mal já está feito, não há remédio. Se você já tem um animal silvestre, cuide muito bem dele e não o devolva à Natureza de maneira alguma. Se você o fizer, ele provavelmente irá morrer. Um animal que ficou muito tempo em cativeiro não sabe onde procurar alimento, nem como se defender.

Além disso, a introdução de um animal num lugar ao qual ele não pertence poderá causar desequilíbrio ambiental. A melhor solução para este problema é não causá-lo, evitando comprar animais silvestres.


Animais exóticos

Infelizmente, a lei brasileira é omissa quanto aos animais originários de outros países, os chamados "animais exóticos". Apesar de estarem sujeitos aos mesmos problemas, sua importação e manutenção em cativeiro não é proibida. E mais: há ainda o risco adicional destes animais escaparem e competirem com espécies locais, colocando em risco um delicado equilíbrio entre espécies. Não é aceitável que qualquer animal silvestre seja comercializado e mantido em cativeiro, tenha ele nascido em território brasileiro ou em alguma outra parte do Planeta.
Para que os bichos possam viver na mata

É preciso que haja mais fiscalização, tanto nos locais de captura quanto nos pontos de venda. O Ibama, órgão responsável por esta fiscalização, sofre com a falta de recursos. No Brasil existe, em média, um fiscal para cada 4.250 quilômetros quadrados!!

Outro problema que necessita de maior atenção governamental é o que fazer com os animais apreendidos. São necessárias mais áreas de recepção, triagem e adaptação, para que eles possam ser novamente soltos em seu habitat natural ou receber tratamento profissional. Alguns deles, incapazes de se readaptar à vida silvestre, necessitam de cuidados especiais.


O que você pode fazer?

* Em primeiro lugar: Não compre! Se você quer ter um bichinho de estimação, prefira os animais domésticos, como gatos ou cachorros.
* Se você conhece alguém que está querendo comprar um animal silvestre, explique os problemas que ele estará causando.
* Se você conhece algum ponto de venda de animais silvestres, converse com o vendedor. Lembre-se que muitas vezes ele é apenas uma pequena parte do problema. Tente mostrar-lhe o que está causando aos animais. Se não adiantar, denuncie-o ao Ibama (uma opção é usar o Disque-denúncia: 0800-618080) Mas seja prudente – muitos vendedores sabem que estão fazendo algo ilegal. A reação do vendedor pode não ser amigável, mas lembre-se: Você está do lado da lei! O criminoso é ele!!

* Contate o Vereador ou Deputado de sua preferência. Pressione o governo a tomar medidas eficazes contra o tráfico de animais silvestres: mais verbas para fiscalização, inclusão de animais exóticos na proibição de tráfico, criação de centros de recolhimento e triagem de animais.

Animais silvestres:
Não compre.
Não transporte.
Não mate.
Denuncie este crime
Extinção é para sempre!
Reproduzido de: Greenpeace Brasil ©

Um comentário:

Celylua - O blog das Letras disse...

Adorei sua postagem, parabéns e aplausos de pé!
Deus abençoe você e seus familiares.
Beijos no coração.
Muito obrigada!

Postar um comentário

Gostaria de saber sua opinião.