quinta-feira, 14 de maio de 2009

FALANDO COMO UMA MULHER


Eu sou apenas uma mulher
Que quer encontrar sua metade homem
E ser desse homem, sua metade mulher


Eu sou apenas uma mulher
Romântica, carente e sensitiva
Capaz de entender maneiras rudes do ser macho
Que acha que se por mim se apaixonar...
Vou fazê-lo de capacho

Eu sou apenas uma mulher
Mas saberei dobrar a insensibilidade desse homem.
Com esse meu jeitinho de quem sabe o que quer

Eu sou apenas uma mulher
Que finge não saber que ele chora
Longe, escondido, para que eu não possa ver

Eu sou apenas uma mulher
Que vejo meu homem refrear seus carinhos
Com receio de diminuir-se junto a mim
E sentir-se ferido em seu orgulho masculino

Eu sou apenas uma mulher

Que pode ser mutante e virar um homem
Para poder entender seus sentimentos ocultos
E não desvendá-los, mesmo se alguém quiser

Eu sou apenas uma mulher
Que escreve desse lado de cá, e sei
O que uma mulher realmente quer

Eu sou apenas uma mulher
Que quer que esse homem apenas me ame
E não imagine que vou amarrá-lo
Mas sim deixá-lo livre para ir e vir quando quiser .

Eu sou tão somente um homem
Escrevendo, falando, sonhando como uma mulher
E por ser um homem, sei o que realmente
uma mulher precisa, e quer

(J. Carlos Santana Cardoso)

3 comentários:

Kris R. disse...

Achei este texto genial!
Muito criativo...
O autor está de Parabéns.

Renata Thomsen disse...

Amiga, vc esta de parabens pelo Blog!!!
Preencheu meu ego, abriu meu sorriso e encheu meus olhos de brilho. VLW
T adoro!!

Renata disse...

Parabéns pelo Blog, conseguiu preencher meu ego e me fazer sorrir! T adoro muito, bjs

Postar um comentário

Gostaria de saber sua opinião.